Aos 97 anos, morre autor dos hinos soviético e russo

0
311
views

Uma das figuras mais importantes na história da cultura russa e soviética, Sergei Mikhailovich Mikhalkov morreu, aos 97 anos, em uma clínica de Moscou. Para se ter uma ideia de sua importância, Mikhalkov (se pronuncia ‘mirralkóv’) é o autor do texto do hino da União Soviética, de sua correção para suprimir o nome de Stalin em 1977, e também do hino da Rússia, em 2000, além de ter sido um relevante correspondente durante a II Guerra Mundial – conhecida na Rússia como ‘Grande Guerra Pátria’.

Curiosamente, Mikhalkov uma vez, em uma entrevista, lembrou que já teve três nacionalidades: nasceu no Império Russo, em 1913, foi soviético e se tornou russo. Recebeu praticamente todas as medalhas, prêmios e ordens possíveis para um cidadão soviético, e, posteriormente, russo: Heroi do Trabalho Soviético, Prêmio Lenin, Prêmio Stalin, Acadêmia de Educação Russa, deputado da alta câmara da União Soviética e, em 2008, se tornou cavalheiro da ordem São Andrei Pervozvanii, a ordem máxima da Federação Russa.

Foi ainda autor de inúmeros cenários de filmes populares, como ‘Pena’, ‘Bolshoe Kosmicheskoe Putieshestve’ e de desenhos animados, como ‘V Afrike Zharko’, ‘Zaika zaznaika’ e ‘Dyadya Stepa’, baseado em seu poema mais conhecido. Também era autor de livros infantis, crônicas e muito conhecido na Rússia por sempre trazer uma abordagem humana de assuntos polêmicos – como o Nobel a Solzhenitsin e, recentemente, a queda da União Soviética – em seus textos.

Sobre os hinos, ele costumava dizer: ‘Precisa de um? Me procura. Eles estão todos comigo.’

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.