Artigos do dia sobre corrupção, Cáucaso e panorama político

2
106
views

Bom, como tempo é escasso, hoje vou recomendar quatro artiguinhos pro povo ter um panoraminha do país que estuda, gosta, que ir, tem afinidade, veio de, e por aí vai. Todos os quatro são sobre política, mas são legais, prometo, apesar de estarem em inglês. Vamos a eles.

O primeirão é da Natalia Antonova, que escreve para o The Moscow News. Baseada no exemplo de Alexei Kozlov, um rico empresário que acabou preso por corrupção, ela traça um paralelo rápido entre o sistema judiciário ‘kafkiano’ da Rússia e a mentalidade do povo, que nem liga para a crise dos tribunais, mas está extremamente preocupada com a corrupção policial.

E, para você que acha o Brasil corrupto, eu lembro o ranking anual da ONG Transparência Internacional. Nele, ocupamos a honrosa 69a posição, perto de Itália, Cuba, Bulgária e Romênia. Já a Rússia é a 154a, perto de Congo, Quênia e Guiné. Bem depois da Ucrânia, a 134a…Dá uma lida no texto aqui, ó.

O segundo artigo do dia fala do Cáucaso Norte. O Russia Today – para quem não sabe, a CNN russa, com seus  ônus e bônus – conversou com o enviado presidencial para a região, Aleksandr Khloponin. Tem umas frases boas, outras meio infelizes, mas é um panorama geral de ‘bonzinho’ que quer integrar a região, entender a mentalidade local e minimiza os problemas. Para ele, um pouquinho etnocêntrico, o Cáucaso precisa da língua russa como precisa de ‘pão e ar’. De fato, o russo é um dos poucos fatores integratórios da região, mas ‘pão’ e ‘ar’ seriam, mesmo o desenvolvimento que eles prometem há séculos. Dá uma espiada aqui, que vale a pena.

O terceiro artigo do dia é mais para vocês verem como os ‘analistas’ de Leste Europeu podem surtar. Esse é do alemão ‘Der Spiegel’ e já começa assim: ‘Dmitry Medvedev shocked Russians with his announcement that he was ceding the presidency back to Vladimir Putin’. Pelo amor de Bog, né? Vai ser ingênuo – e malicioso – assim em Neuschwanstein! O artigo, de Christian Neef e Matthias Schepp, até tenta pintar um pouco do quadro da administração de Dima, mas é uma brincadeira. E dizer que Medvedev cometeu ‘suicídio político’…

É para você ler, claro, afinal, a gente tem que ver que tem muito cara dentro da mina mas pouco picaretando para achar carvão. Enfim, citar o ‘Spiegel’ NÃO dá status político-intelectual, ok? Mas leia aqui.

O último – mas não pior – artigo do dia é do Financial Times. E, posso confessar, curti. Traça um pequeno panorama da nova união Rússia-Bielorrússia-Cazaquistão, que eu não havia pensado. Charles Clover pegou o líder do movimento, Alexander Dugin, e seu opositor, Eduard Limonov, e traçou um interessante duelo, no qual o segundo classifica de ‘Fascismo de Cirilo e Metódio’ o que o primeiro põe como ‘expectativa de 25 anos’.

Mas o que eu gostei mesmo foi dele citar como exemplo de ‘propaganda indesejável que vem à tona’ foi o papelão ao qual o ex-ministro de finanças da Rússia, Alexei Kudrin, expões o presidente, mostrando quem manda mesmo na lojinha, ao vivo, na TV. O presidente Medvedev passava um pito público em Kudrin e exigiu sua demissão. Mas o ministro respondeu, calmamente, mais de uma vez, ‘eu vou checar com o premiê Putin o que farei’. Então tá. Assiste ao vídeo aí, que tem o áudio original e uma tradução simultânea em inglês.

2 COMENTÁRIOS

  1. Hey, man, fala mais de tua experiencia pessoal com o aprendizado da língua russa; futuramente quero me dedicar ao aprendizado dessa língua, obviamente pra ler os clássicos no original, pois vejo muita beleza e força poética na literatura russa.

    Infelizmente, ao que parece, devido aos poucos imigrantes russos e eslavos comparativamente aos germânicos, japoneses, italianos e espanhoís, não é tão fácil encontrar cursos de russo, materiais e adendos, ou mesmo sites, que no caso do japonês, tem vários.

    Abraços!

    • Boas Nicolas,
      Então, eu me formei em português-russo pela UFRJ, onde tive um excelente professor. Depois, morei e estudei um tempo por lá. Procuro ir sempre que dá.
      Temos alguns cursos e professores de russo, uns bons, outros nem tanto. É coisa de estar antenado, procurar e, mesmo, experimentar.
      Agora, vc tem um objetivo, que é ler os clássicos. É uma tarefa complexa, mas não impossível. O quanto antes vc começar, mais rápido vc alcança sua meta!
      Abração, obrigado pela visita e pelo comentário, meu amigo!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here