Chefe da polícia botou a cara na multidão durante o tumulto

Durante o tumulto na Praça Manezhnaya, em dado momento, o chefe da polícia de Moscou, o general Vladimir Kolokolsev apareceu e foi para o meio da multidão tentar negociar o fim do conflito. Ouviu as reivindicações dos manifestantes – que eram basicamente ‘justiça por Sviridov’ e a prisão dos acusados. Escutou muitos gritos, palavrões e tudo mais. Mas teve coragem. E acabou resolvendo o conflito, de alguma forma.

Em dado momento, ele exige: ‘Retire a máscara’, no que é retrucado. ‘Não retiro’. Um tenente se aproxima e reitera a ordem: ‘Retire a máscara, vocês fala com o general’. O rapaz exaltado retruca: ‘Não retiro a máscara. Vamos conversar ou não’.

Photobucket

Em outro momento, o mascarado comanda o general: ‘Diga ao povo que o sr. vai resolver a questão do Cáucaso’. E o policial respondo: ‘Isso eu não posso resolver’.

‘Onde está o assassino’, diz o mascarado. ‘Como vocês o libertaram? Quanto ele os pagou? Quando ele será punido?’. E o general responde: ‘Nós tomamos medidas, mas o inquérito determina que ele fosse solto. Nós não punimos, esse é um trabalho para a procuratura’. E o mascarado pergunta: ‘Para quê o sr. veio aqui, então?’

De repente, a massa começa a gritar: ‘Pizdabol’, que é algo como ‘mentiroso’, ‘enchedor de linguiça’, mas é um palavrão.

email
Related Posts with Thumbnails
http://www.falandorusso.com/wp-content/plugins/sociofluid/images/stumbleupon_48.png http://www.falandorusso.com/wp-content/plugins/sociofluid/images/delicious_48.png http://www.falandorusso.com/wp-content/plugins/sociofluid/images/technorati_48.png http://www.falandorusso.com/wp-content/plugins/sociofluid/images/google_48.png http://www.falandorusso.com/wp-content/plugins/sociofluid/images/myspace_48.png http://www.falandorusso.com/wp-content/plugins/sociofluid/images/facebook_48.png http://www.falandorusso.com/wp-content/plugins/sociofluid/images/yahoobuzz_48.png http://www.falandorusso.com/wp-content/plugins/sociofluid/images/twitter_48.png


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Leia o post anterior:
O sonho da Rússia começa a desmoronar

O caldeirão russo, enfim, entornou. Desde o último dia 10, brigas em massa, conflitos com policiais, protestos, vandalismo, agressões gratuitas...

Fechar