Cinco anos de Beslan. Mas nunca vamos entender

Cinco anos atrás, mais um desses capítulos repugnantes da História começava. Mais de 30 terroristas armados até os dentes invadiam uma escola na pequena cidade de Beslan, a terceira maior da Ossétia do Norte, que tem apenas 35 mil habitantes e fica a apenas 15km da capital, Vladikavkaz. Mais de mil crianças, além de professores e parentes, foram mantidos reféns.

Era dia primeiro de setembro, quando todas as escolas da Rússia faziam festa para a volta dos alunos. Uma coisa tradicionalíssima por lá. Dia de festa e alegria mesmo. Escolas lotadas, muitos risos, brincadeiras, época de rever amigos. Época também de chorar, quando alguns filhos se separam pela primeira vez de seus pais. Um choro de quem vê que seu bebê está crescendo…

Passei algumas semanas em Vladikavkaz e na Ossétia do Norte. Por incrível que pareça, é uma ilha de tranquilidade, paz e tolerância, em meio ao oceano de ódio que é o Cáucaso. A menos de 40km nordeste, está a Chechênia. Ao sul, a Ossétia do Sul – Geórgia. A noroeste, a Ingushétia. Vizinhança que dá medo.

Mas os sul-ossetinos vivem tranquilos. São parte da Federação Russa mas mantém sua identidade e sua língua, suas danças, suas tradições. Trata-se de uma república orgulhosa de seu passado e de seu presente. Tem altíssimo nível de educação e desenvolvimento, sobretudo em comparação com seus vizinhos. Por isso, o susto, quando uma escola no interior desse país foi a vítima.

O fim da história, todo mundo conhece. Não tem um dia que as pessoas passem sem lembrar Beslan de alguma forma. Hoje, cinco anos depois, ligo pros amigos e dou meus sentimentos. Mando emails. Não tem muito o que falar.

Recomendo muito, mas muito mesmo assistir a esse filme. Beslan é tão importante quando o 11 de setembro.

email
Related Posts with Thumbnails
http://www.falandorusso.com/wp-content/plugins/sociofluid/images/stumbleupon_48.png http://www.falandorusso.com/wp-content/plugins/sociofluid/images/delicious_48.png http://www.falandorusso.com/wp-content/plugins/sociofluid/images/technorati_48.png http://www.falandorusso.com/wp-content/plugins/sociofluid/images/google_48.png http://www.falandorusso.com/wp-content/plugins/sociofluid/images/myspace_48.png http://www.falandorusso.com/wp-content/plugins/sociofluid/images/facebook_48.png http://www.falandorusso.com/wp-content/plugins/sociofluid/images/yahoobuzz_48.png http://www.falandorusso.com/wp-content/plugins/sociofluid/images/twitter_48.png


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Leia o post anterior:
“Transiberian”, o filme, dá um gostinho da famosa viagem

Acabei de assistir ao thriller de suspense "Transiberiano", uma co-produção do Reino Unido, da Alemanha, da Espanha e da Lituânia....

Fechar