De volta: Sheremetyevo II agora tem trem para cidade

0
45
views

Bom, de volta das férias, vamos resumir os trabalhos. Nesses dias todos, passamos por muitos lugares, mas acho que o que mais importa ao expediente daqui são os países do Leste Europeu. República Tcheca, Hungria, Polônia e Rússia, óbvio.

Logo de cara – e antes de postar relatos, fatos e fotos – começo com a dica que mais me deixou aliviado na chegada a Moscou. Acho que já contei aqui, mas, se você puder pegar um vôo para a capital russa e tiver a chance de escolher, escolha sempre chegar no aeroporto Domodedovo. Pela proximidade, pelo conforto e pela estação do metrô que tem ali mesmo, facinho, facinho.

Mas, como a gente não teve lá muita escolha – nosso vôo de Varsóvia fez escala na Dinamarca – tivemos que optar pelo velho Sheremetevo II, que é velho, feio, longe, desconfortável e sofria de um terrível mal até uns meses atrás: o isolamento. Como ele fica longe – mas MUITO longe de tudo – a gente era obrigado a pegar ou um táxi, o que implica em extorsão na maioria dos casos – ou se aventurar no esquema ônibus/van/metrô. E perder praticamente um dia. Isso quando não está o inferno de frio lá fora.

Mas, pensando nisso, as autoridades de Moscou resolveram o problema. Agora, ali tem um trem (em russo, elektrichka), que leva os felizes recém-chegados para alguma estação do centro da cidade. Por enquanto, a viagem acaba na estação Savyolovskaya, que fica na linha cinza, bem perto da linha anelar. Ou seja, muito conveniente. A transferência é fácil, basta sair da estação de trem e andar uns 5 minutos até a do metrô.

A viagem dura cerca de trinta minutos num trenzinho muito legal, com ar-condicionado e internet wi-fi liberada. Para você pegar, tem que andar um bocado a partir do check-out, até o novo terminal, que ainda está em construção. Mas, em breve, uma esteira rolante vai fazer todo o serviço, sem que você precise sair do aeroporto e pedir licença aos peões que estão construindo tudo. E, importante, guarde seu bilhete, ele será necessário para sair na estação Savyolovskaya!

E o trem sai até barato, se comparado com outros serviços similares pela Europa. Custa 250 rublos – ou coisa de 6 euros. De táxi, sairia ao menos 15 euros. E demoraria três vezes mais.  

Ah, e o plano é, agora no verão russo, que o Sheremetevo Express chegue também até a estação Byelorruskaya, bem no centrão, perto de tudo, um ótimo ponto. Vai ser muito melhor!

Então, fica aqui minha dica: se chegar em Moscou, pelo Sheremetevo, evite o trânsito infernal e não tenha medo da falta de infra para turistas na Rússia. Pegue um trem.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here