Destruir Ferraris e Lamborghinis a mais de 200km/h: moda em Moscou

0
98
views

Ontem, um acidente parou o centro de Moscou. Uma Ferrari F450 Spider, que custa cerca de 350 mil euros, acertou um Range Rover estacionado na Avenida Kutuzovski, capotou, atingiu mais 3 carros e só parou muitos metros depois. No carro viajavam dois rapazes de 19 anos. O “piloto” sofreu apenas ferimentos leves, enquanto seu amigo teve traumatismo craniano, torácico, fraturas por todo corpo e está internado em estado grave. Segundo a polícia, o rapaz dirigia a mais de 200km/h.

Segundo o site “Gazeta”, o “piloto” é filho de um dos maiores banqueiros da capital russa e teria recebido a máquina há apenas três dias, como presente de aniversário. E o paizão chegou ao local antes do socorro, em sua poderosa e caríssima Maserati…

Em menos de um mês, é o segundo acidente envolvendo aspirantes a Vin Diesel em Moscou. No último dia 17, uma Lamborghini Murcielago – que vale 250 mil euros – seguia a mais de 200km/h pela Avenida Lenin, quando atingiu um Honda Civic, um Ford Mondeo e um Lada Zhiguli. Em seguida, os três últimos pegaram fogo, matando os dois ocupantes do Murcielago e o motorista do Mondeo.

E, nesse caso, um mistério: os dois rapazes que estavam no carro italiano tinham 22 (motorista) e 16 anos (passageiro). O menor, mesmo estando no banco do carona, conseguiu sofrer traumatismo craniano ao ficar com a cabeça presa no volante. O que os dois estariam fazendo?

Artigo anteriorChernobyl na mídia
Próximo artigoChernobyl: quase silêncio
Mestrando em Russo pela USP, formado em jornalismo pela UFF, Letras português - russo pela UFRJ e quase-formado em Cinema, ainda pela UFF, com pós-graduação em Moscou, pela MGU. Morei em Moscou e conheço bem muitas outras cidades russas e do Leste Europeu. Sou um profundo interessado no Cáucaso, onde também estive em várias cidades algumas vezes.
COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here