Enfim, Brasil terá voo non-stop para a Rússia

12
156
views

Viajar para a Rússia é sempre um transtorno logístico. Primeiro, ir para São Paulo, encarar a superlotação de Guarulhos. Depois parar em algum hub da Europa e rezar para não perder a conexão ou a bagagem. Mas, enfim, uma luz: a cia. russa Transaero anunciou hoje que, em 2011, teremos voos diretos RJ – Moscou.

A dica foi do cunhado Alexandre, viajante hardcore, que pescou a nota no RTDR. A notícia vem mesmo a calhar, já que no dia 7 de junho, teve início o sistema de trânsito turístico entre Brasil e Rússia dispensando o visto – basta chegar lá, ganhar o carimbo no passaporte e voilá, você pode curtir o maior país do mundo por 3 meses. Nem mesmo o bizarro registro na polícia/correios é mais necessário.

Bom, voltando à Transaero, a cia. já obteve a liberação do governo de lá e aguarda o OK do governo de cá. Serão voos de 12,5 horas, non stop, entre o a Cidade Maravilhosa e a capital de todas as Rússias. Serão usados Boeings 747-400, divididos em 3 categorias: imperial (11 assentos), business (56) e econômica (285), num total de 352 viajantes.

O voo inaugural está previsto para 3 de janeiro, aterrissando no Moscou Domodedovo, que, atualmente, é o principal do país. Lembro que, até coisa de cinco anos atrás, a Aeroflot ainda matinha um serviço no país. Mas não tenho registro de termos tido, em qualquer momento da história, voos non-stop Brasil x Rússia.

Mas aí você deve estar se perguntando: ‘E essa Transaero aí, presta?’. Bom, ela começou como uma sub da Aeroflot, mas foi crescendo, se profissionalizando e, embora muito menor que sua mãe, opera em Israel, Ucrânia, Canadá, Austrália, China, Índia, Hong Kong, EUA, Áustria e Inglaterra. Ou seja, tem algum cacife, embora ainda desconhecida.

Particularmente, a Transaero me parece mais profissional, organizada e orientada para o mercado que a Aeroflot. Me preocuparia mais se a tradicional voadora russa estivesse lançando o voo. Na minha última aventura – um voo Moscou-Riga – o avião estava meio depenado, as comissárias, desleixadas e o voo atrasou. Ao perguntar para a balconista, no Sheremetyevo, ela simplesmente virou a cara, pegou a pasta e entrou na sala. Isso é Aeroflot…

Mas, que seja bem-vinda a Transaero. Que muitos, enfim, possam conhecer a Rússia com mais facilidade. E, por fim, que não meta a faca nas nossas carteiras…

12 COMENTÁRIOS

  1. Excelente notícia!
    Cai mais uma barreira entre o Brasil e a Rússia, sobe ainda mais a minha vontade de conhecer esse país tão curioso.
    Sou fã do falandorusso, descobri há pouco tempo e sempre que posso venho prestigiar =)

  2. Perfeito! Pretendo ir para a Rússia em 2012,com meus amigos do Grupo de Estudo de Russo. Vamos entrar no país de Paris e voltar de Moscow para o Brasil. Espero que as coisas melhorem mais até lá.

    Adoro o blog e já divulguei para meus amigos do Grupo de Estudo de Russo, parabéns!

    Poka

  3. A Aeroflot voava São Paulo – Moscou com escala técnica na Tunísia, porque o avião que era utilizado, um IL-86 se não me falha a memória, não tinha grande autonomia de voo non-stop. A Transaero tem o Boeing 747-400 e 777, aviões que alcaçam o bRasil non-stop, em 12 horas e meia

    • Putz, Tunísia? Eita… Eu ouvia o povo do partidão dizer que, quando eram expulsos, voavam via Lima, via Havana e via um país da África, que não lembro qual era. Pode ser que seja Tunísia mesmo…
      Mas acho que a TAero não vai fazer direto, segundo uma fonte. Parece que tem uma norma internacional que o tempo de voo não pode exceder 90% do programa da autonomia total do avião. Mas não confirmei isso.
      Vamos torcer!

      • Boa tarde! Lendo o assunto, parei para registrar que a Aeroflot voava IL-86 com escalas em MAGREB (Argélia, Tunísia ou Marrocos)… em seguida pouso na Ilha do Sal em Cabo Verde… depois RJ-SP-RJ e voltava para Ilha do Sal… já com o Il-96 por volta de 1994 voava Moscow – Ilha do Sal – SP. Relembro que anteriormente quando não havia voos para o Brasil, o IL-86 voava Moscow – Magreb – Ilha do Sal – Nordeste do Brasil (pouso técnico em Recife) – Buenos Aires. Espero que minha memória não nos engane, mas tive a oportunidade de realizar todos estes voos citados acima mais de uma vez… Abraços, AAC.

      • complementando… o Il-62 tb realizou voos como o Il-86 e os pousos técnicos no Brasil eram realizados em Recife ou Salvador… 😉

  4. Finalmente!!!
    Eu já voei algumas vezes pela pela Transaero rota Moscou, Turquia e Egito. Nada a reclamar. Dificil será pedir um кофе с молоком, чай или курица, mas depois que as aeromoças russas lindas de olhos verdes ou azuis aprenderem falar o idioma portugues fai ficar mais facil rsrsrs.

    Vocês não imaginam como fiquei feliz com essa noticia. Bom dia.

  5. Hahaha. Estamos em 2017 e o voo para a Rússia ainda não existe. Este é o Brasil. O país onde o possível se torna impossível.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here