Flashmob-protesto no metrô de Moscou

0
397
views

Esse é um ‘post de contraste’. Anteontem e hoje, pelos metrôs da vida em Moscou, estão acontecendo ‘flashmobs’ (atos rápidos realizados em um local previamente combinado, geralmente, via web), nas quais os participantes usam adesivos nas bocas, protestando contra o resultado das eleições de 4 de dezembro.

O correspondente do canal ‘Дождь’ (sim, o nome do canal é ‘chuva’ mesmo!) estava ali no local um pouco antes. A ação foi combinada via Vkontakte, o Facebook russo, e, às 20h, todos colaram adesivos nas bocas com frases como «Больше молчать нельзя», «Когда голос украден – жизнь замирает», «4.12 украли наши голоса» – Não mais nos calaremos, quando a voz é roubada, a vida começa a morrer e 4.12 roubaram nossa voz.

O grande problema de manifestações na Rússia, Bielorrússia, Ucrânia e similares é aglomerar-se ou fazer barulho demais. A polícia reprime logo, desce a pancada e prende logo, inventando uma justificativa canhestra qualquer. Essa turma se dissipou e se encontrou depois na Praça Púchkin, para terminar tudo com uma salva de palmas.

Ações como essa são o comecinho de uma agitação popular mais espontânea. Elas acontecem sem o aval do Kremlin e por iniciativa popular. Não sei se é pouco, mas é válido. Aquelas da semana passada aconteceram sempre com total aquiescência de Putin e cia., o que, para mim, invalida bastante seu fim.

Lembro que amanhã, 24 de dezembro, está marcada, autorizada, delimitada e engessada, uma nova grande manifestação contra o resultado das eleições. Vamos ver no que vai dar.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.