JN mostra o futebol na cidade mais fria do mundo

3
1650
views

Essa eu botei no Twitter e no Facebook do Falando Russo, mas pensei bem e acho que seu lugar é aqui no blog mesmo. O Jornal Nacional mandou uma equipe com o Tino Marcos para a Yakutsk, a capital da Yakutiya, lá no extremo oriente da Rússia, no coração da Sibéria, para mostrar como é que se joga futebol sob o frio que pode atingir 60 graus negativos: é a cidade (ok, com mais de 10 mil habitantes) mais gelada do mundo.

Mas, antes do vídeo, um pouquinho sobre a área. A Sibéria, como a gente conhece, é uma região muito mais do que uma unidade administrativa. Mais ou menos, é como a Amazônia, que engloba vários estados em alguns países. São dezenas de ‘oblast’ (algo como área ou província), ‘krai’ (mais ou menos como ‘oblast’ – no tempo da URSS, havia uma diferenciação, mas hoje, na Rússia, ninguém sabe explicar…), ‘okrug’ (distrito autônomo) e repúblicas, entre elas a República de Sakha (se lê sárra), ou Yakutia – onde a matéria foi gravada.

Yakutia, ou Sakha, tem um imenso território, sendo a maior unidade administrativa de uma federação do planeta, muito embora tenha uma população com menos de 1 milhão de habitantes. São três os fusos e uma língua própria que, acabei de descobrir via wiki, é derivada das línguas turcas. Convivi com alguns Yakuts em Moscou, povo muito gente boa e simpático, como você pode ver no vídeo, aliás.

Lá também é a terra do jornalista gente boa Bolot, um blogueiro interessantíssimo que sempre conta as coisas legais e curiosas da gelada terra no meio da temida Sibéria. No blog dele, você encontra tudo sobre a Yakutiya. E, se você curtir, pode seguir o Bolot no twitter também, pois, além de contador de histórias de mão cheia, o cara é um fotógrafo de primeira. E o mais legal: tudo em inglês, para quem não fala russo.

Agora, vamos ao vídeo!

3 COMENTÁRIOS

  1. Beth disse:Eymard, Suely e SueliO Centro do Rio pode ser visitado tranquilamente, durante o horário comercial. Já visitas às praias mais desertas e distantes, durante o fim-de-semana. E assim por diante. É algo como &#o820;ac2mpanhar a maré”. ou seja, ir nos locais nos horários em que são frequentados por mais pessoas, onde o policiamento é mais frequente. Carioca frequenta tranquilamente ensaios de Escolas de Samba, etc, mas sempre em grupo. E daí por diante. Procurando se informar bem, dá para ir tranquilamente onde vc quiser.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.