Jornal é alvo de ‘nashistas’ religiosos

2
39
views

Ontem, o jornal <<Novaya Gazeta>> foi alvo de protestos de religiosos do grupo <<Nashi>> (nossos). Isso ocorre após a publicação de uma matéria sobre as circunstâncias estranhas da morte do antigo patriarca da igreja ortodoxa russa – o equivalente ao papa da igreja católica -, que irritou a classe religiosa da sociedade, hoje muito influente, rica e poderosa na Rússia.

A matéria é intrincada e lança suspeitas de que o antigo patriarca – já com substituto escolhido – tivesse ligações com setores, digamos, vermelhos. Assim, persona non grata de Vladimir Vladimirovich Putin. Além disso, outra matéria, publicada na edição desta semana, insinua que o religioso teria sido o <<homem que abençoou a guerra na Chechênia>>. Por sua vez, o <<Nashi>> alega, em seus panfletos, que o então pontífice tentou, por várias vezes, mediar o fim do conflito.

Com isso, a publicação aumentou seu cordão de inimizades. A ala ortodoxa do movimento <<Nashi>> – conhecido grupo de jovens patrocinados por Putin – permanece, ontem e hoje, na frente do prédio do jornal, acusando os jornalistas de <<trabalharem bêbados>> e <<publicarem mentiras>>, exigindo retratação.

O <<Nashi>> se entitula <<Movimento Democrático da Juventude Antifascista>> e, teoricamente, luta contra o preconceito e pela liberdade na Rússia. Mas é constantemente alvo de denúncias e ataques por parte da imprensa pró-ocidente.

Fundado com a ajuda do ex-premiê e Nobel da Paz Mikhail Gorbachev em 1993, o <<Novaya Gazeta>> simboliza o que seria uma ‘imprensa russa livre’ e conta com poucos pares na ex-União Soviética.

Segundo relatório da Humans Right Watch, nos últimos oito anos, quatro repórteres do <<NG>> foram assassinados.

2 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here