Peixe congelado é arriscado e dá multa…

0
16
views

A Rússia adverte: pescar no gelo é perigoso para a vida. E não, isso não é estranho, é absolutamente normal e muita gente adora andar pela água congelada, fazer um buraco e lançar o anzol. Na baía de São Petersburgo, que separa a Rússia da Finlândia, chega a ser um hábito tradicional. E perigoso: de acordo com dados do Ministério das Situações Extraordinárias, 20 mil pessoas morrem por ano no mar. Cerca de 20% das vítimas, quatro mil, morrem em acidentes com gelo – em rios e mares congelados.

E as circunstâncias são sempre desfavoráveis para o hábito. O sujeito geralmente procura as correntes, onde há cardumes de peixes. Isso muitas vezes implica ficar isolado ou com apenas alguns amigos. Caso o gelo rache e o sujeito caia no mar, com uma temperatura média de -10º, as chances de sobrevivência são mínimas.

A espessura segura para um pedestre caminhar fica entre 7 e 10cm. Para um grupo de pessoas, 12cm. Para veículos leves, de 20 a 25cm. E o gelo pode atingir até 200cm, perto de Petersburgo. E, dizem, é fácil identificar se a camada está ‘própria para pesca’: gelo cristalino com cor azulada, provavelmente é seguro. Caso a camada seja leitosa, escura, cinza ou esverdeada, há perigo. Também é arriscado ficar perto de locais onde as correntes são fortes, barrentos ou perto de pontes ou construções. E bastam três dias de temperatura acima de 0º para que qualquer camada de gelo perca 25% de sua grossura.

Com o fim do inverno, é época de descongelamento nos rios e mares. E, com as pessoas insistindo em descolar um almoço na água gelada, o governo da região de Leningrado (onde fica a cidade de São Petersburgo) resolveu proibir a pesca e promete multar os teimosos: o equivalente a cerca de 100 euros para o cidadão, 200 euros em caso de reincidência e até 2 mil euros em caso de pessoa jurídica. Não é pouco e deve ‘esquentar’ o juízo dos pescadores.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here