Rio de Janeiro vira matéria na revista do trem-bala russo

5
79
views

Talvez nem todos saibam, mas a Rússia tem um trem-bala que liga Moscou-São Petersburgo-Nizhnyi Novgorod. Como em todo serviço premium, nele circula uma revista chamada ‘Sakvoyazh’ (Саквояж). É mais ou menos como as revistas de bordo de companhias aéreas, com variedades, destinos de viagem e tal. Pois bem, em maio, uma enorme matéria sobre o Rio de Janeiro chamou minha atenção na revista.

Bem escrita, do jeitinho que o turista gosta, o texto é assinado por Darya Tchurikova, que parece até se virar bem pela Cidade Maravilhosa. Para os russos, o Rio é sinônimo de verão sem fim, mas a autora já abre o texto avisando: não é bem assim, chove muito nessa cidade, sobretudo no verão. Pois é, a gente avisa, mas ninguém de lá escuta…

O que gostei da matéria é que ela realmente parece ter passeado pela cidade, e já começa dando uma ‘zoada’ nos turistões, no caso, da Alemanha. ‘…passeio pelos lugares turísticos. Mas é melhor fazer isso não como um turista alemão – enfiado em um ônibus – mas de metrô ou a pé’.

  

E ela vai narrando como desce no Largo do Machado, anda até Laranjeiras, chega na subida do Cristo, o que se ver lá em cima – e até conta um pouco da história de tudo. Dali, parte para as praias (Copacabana x Ipanema) e comenta até da Prainha e Grumari! E outra coisa que achei engraçada, que ainda não tinha notado: ‘Sentar-se nos banquinhos de madeira do bonde de Santa Teresa é como se tornar participante de um reality-show: – Oi Ricardo, como está sua perna? – Bem, obrigado, vai melhorando. Como tá o José?’. Imagino que ouvir esses nomes, esse papo e saber dos detalhes da vida de todos, para os russos, seja uma coisa bastante curiosa…

E, para fechar, Tchurikova fala dos preços absurdos da hospedagem no Rio. Dali, umas dicas de restaurantes – como toda boa turista russa, a repórter ficou em Copacabana, comeu no Carretão, no Sushi Leblon e passeou pelo Rio Sul e Botafogo Praia Shopping.

É muito bacana ler sobre seu país na imprensa internacional. Mesmo que não fale assim tão bem, é bom ter outros pontos de vista. E você imagine, cruzando as estepes entre as duas cidades mais importantes da Rússia, um país absolutamente longíquo, abrir uma revista e dar de cara com… o Rio de Janeiro? Exótico. Mas legal!

 

Se você puder, taí a matéria escaneada. Bom para quem ficou curioso ler e para quem está aprendendo, praticar. Afinal, há de chegar o dia em que todo estudante de russo vai ter que falar sobre seu país em alguma aula…

5 COMENTÁRIOS

  1. Interessante! Sai uma versão em alta resolução para baixar de algum lugar de compartilhamento?

    Pensei em escrever sobre Porto Alegre no artigo dela na Wikipedia russófona, mas desisti por não gostar nem um pouco da forma como as decisões são tomadas por lá. Não iria arriscar a escrever um enorme trecho para que o mesmo fosse “censurado” por algum administrador cuja mulher dormiu usando «джинсы» na noite anterior…

    • fala bremm,
      acho que esses prints tao reduzidos no tamanho que ainad da pra ler, nao? tenta baixar e depois me diz. se for o caso, te envio.
      e sim, vc deveria escrever sobre poa. e, se fosse escrever, qual seria a música que mais descreve a cidade?

  2. Para ler é possível, mas na hora de ampliar, ficam terríveis, hehehehe… Queria para poder imprimir em transparências, mas com uma resolução absurda (coisa de 600dpi). Ou seja, quanto maior, melhor.

    Escrever até posso, e tenho quem me auxilie para corrigir os mil deslizes que cometerei ao redigir algo em russo (sendo que o truque não é traduzir e sim já pensar no idioma alvo). Música? Não sendo aquela que a mulher do nosso ex-prefeito-pianista canta, acho que uma do Kleiton e Kledir é bem maneira:

    https://www.youtube.com/watch?v=OiV6i-p_syQ

    • belê, então te mando os scans brutos de casa, vê ai e me diz se dão pra fazer o que cê quer.
      mas não se acanha não, escreve e manda pra algum russo aê te corrigir, se for o caso. russo não se nega a ajudar quem estuda russo. é como diz o ditado, ‘na voine russkie svoih ne brosaut’!
      e K&K é crássica! eu curto engenheiros do hawaii, por acaso (http://www.youtube.com/watch?v=5lhtVOolBEE) e cidadão quem, pinhal. se bem que qq coisa de cidadão é MUITO porto alegre!

  3. Interessante a reportagem e fiquei curioso com relatos de russos que vieram para as Olimpíadas. E sobre como os brasileiros irão para dois grandes eventos na Rússia: 100 anos da revolução de Outubro e Copa 2018.
    ps: acabei de cadastrar

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here