Rússia semana passada no JB

1
51
views

O estatal “Rossiyskaya Gazeta” – que clama ser o maior jornal das estepes geladas – fez uma parceria legal com o moribundo “Jornal do Brasil” e publicou, na semana passada, um suplemento mensal chamado “Rússia Hoje”. Os coleguinhas avisaram e eu recolhi a edição diária para dar uma espiada. Corre pra cá, corre pra lá, acabei atrasando o registro aqui no “Falando Russo”. Mas de hoje não passa!

Eu fiquei especialmente feliz, já que é difícil ler coisas legais sobre o lado de lá do mundo por aqui. Ainda mais por ter sido no quase-quase-falido JB – que conheço bem e onde fui repórter e subeditor do online durante “sei lá” tempos -, pelo qual ainda tenho algum carinho, mesmo tendo sido maltratado e “calotado”. Aliás, como todo profissional e ex que passou pelo “Jotinha” nos últimos 200 anos.

Bom, tá aqui, o link pro e-paper – tanto do JB quando da Gazeta Mercantil, onde o caderninho também sai, se não me engano, na primeira quinta-feira do mês. E nesse final de semana “clipping”, vou falar das abobrinhas do Bernardo Carvalho em Piter (S-Petersburgo, lembra?) e do diário de Moscou da atriz de SP Martha Nowill para a “Piauí”, que é um barato!

E o “Rússia Hoje” do JB é legal? É. Uma iniciativa dessa tem que ser louvada sempre. Eu achei o caderninho um pouco chatinho, confesso que consegui ler até o fim três ou quatro matérias. A do Iliá Zubko, sobre o futebol na Rússia, é a mais interessante, sem dúvida. Ficou meio batidona, corridona, com texto durão, mas é curioso ver que hoje os brasileiros boleiros estão se virando por lá. Já conheci namorada de boleiro, gente que brigou com jogador e até jogador brasileiro em Vladikavkaz. Mas essa onda é mesmo um barato, ainda mais com Zico e Love arrebentando por lá. Deve render muito mais material para os próximos meses (anos).

As matérias das modelos (Sveta Smetanina) e da maslenisa também são interessantes. Não sabia da história da modelo Galina Milovskaya, que fez um ensaio na Praça Vermelha ainda no tempo da URSS para a “Vogue”. Fui procurar e qualquer dia lasco as fotos aqui. Aliás, um barato. A matéria do cinema poderia ser menos burocrática. Precisava falar mesmo da crise? As pessoas nem conhecem direito o cinema de lá e já merecem saber que está em crise?  Sem contar que poderia ter um complementinho na versão online, com vídeos, trechos, traileres e etc.

Em resumo, de oito páginas, cinco são economês/politiquês e artigos “louva-ego” total. Eu não consigo ler. E os textos mais “vida” – que imagino serem os mais interessantes para o “brasileiro-médio-ainda-consumidor-do-JB” são burocráticos. Não entendi os motivos, confesso. Nos jornais russos, ainda impera um pouco do antigo jornalismo contador de histórias, cheio de citações e com um texto vivo e empolgante.

Dá para dar uma vidinha extra nesses textos aí, turma! Tá certo que o JB tá na UTI e o médico já abaixou a cabeça, mas acho que tem tanta vida na Rússia Hoje (foi mal pelo trocadalho) que os textos podem ser abrilhantados. Vamos conferir nas próximas edições – se o Jotinha não for para a Sibéria.

1 COMENTÁRIO

  1. […] Postado em 13/09/2010 – Categoria Matérias Escrito por: fabyuri | Leave a Comment Pego carona na segundona, dia em que sai o suplemento ‘Gazeta Russa’ no Estado de São Paulo, para, depois de uns probleminhas chatos com a migração dos dados, resumir os trabalhos do blog. E tenho a impressão de que é a primeira edição do cadernóvski no jornal paulista, depois da ida do Jornal do Brasil para limbo dos periódicos. É, ele era publicado no quase finado ‘Jotinha’ há coisa de 1 ano, mas graças ao restrito número de leitores do falecido, o suplemento se manteve um ilustre desconhecido (lembre como foi a estreia no JB). […]

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here