Russificação para ocidentais

Todo mundo que estuda russo sempre quer saber como faz para escrever em cirílico ou ter seu PC, celular ou sei lá o que russificado. Bom, aqui vão algumas dicas rápidas para isso.

Primeiro lugar: se seu sistema operacional – seja ele Win, Mac ou qualquer outro – for brasileiro, ou simplesmente não for russo, todas as telas e menus vão aparecer sempre no alfabeto original. O que você pode fazer, se quiser muito ter tudo em cirílico, é arrumar uma skin com tudo renomeado. Mesmo assim, não é a mesma coisa. Mas fica legal!

Antigamente, a gente sofria com carregamento de páginas de código, que mostravam macarrões ou um monte de letrinhas acentuadas nos menus de textos. Agora, com tudo funcionando na base do unicode, tudo está mais prático. Mas, mesmo assim, programas mil ainda mostram as velhas letrinhas com os diacríticos, tils e cedilhas. Por isso, procure as versões atualizadas de dicionários, conversores e processadores de textos.

Também até uns anos atrás, a gente costumava ter fontes russas, que funcionavam como skins das nossas fontes. Você digitava o F latino, aparecia o F cirílico. Digitava P latino, aparecia o P cirílico e por aí vai. Até que ficava bonito e tal. Mas o lance é que tínhamos sempre que andar com um disquete que levava as fontes, instalar onde quisesse ler ou digitar.

Logo depois, aprendi com os russos expatriados a usar o Parawin, que gerenciava inputs de teclado – e vinha com um excepcional layout translit. Como ele não foi atualizado para o novo Win, passei a usar o layout russo mesmo, instalanto e alternando o ícone de idioma na barra de tarefas.

Só que, reconheço, digito bem lentamente com esse layout original das máquinas russas. O que faço? Bato todo o texto, muitas vezes enormes, transliterado, mas seguindo o padrão universal de transliteração. Daí depois, uso um dos conversores online, como o Benya, que faz todo o trabalho de cirilizar o texto.

Mas esse método tem um enorme inconveniente: eu perco fluência na escrita e passo a cometer erros de ortografia quando estou longe das minhas ferramentas matreiras. Confundo os is, algumas terminações, sinais breves e duros… Mas tento compensar isso quando vou revistar o texto convertido pelo Benya, com um olho de lince!

Uma outra forma de ‘sobreviver’ quando estou longe do meu note, ou simplesmente estou com pressa de digitar algo em russo, é usando um teclado virtal. Tem inúmeros por aí, o rambler, o mail.ru… Mas eu prefiro o WinRus, que, além de ter uns 10 tipos de layouts de teclados diferentes, incluindo aí meu amado transliterado, carrega em celular, é rápido, não tem limite de texto e nunca trava. Basta deixá-lo aberto em uma aba, digitar e depois colar o texto.

Tem outras malandragens, ainda mais malandras. Digito o texto transliterado, jogo no Benya e ele converte. Aí, ou eu jogo no Google Translate e ele corrige tudo, se mando traduzir do russo para o russo. Também posso usar um dos processadores de texto virtuais com corretores ortográficos ou simplesmente jogar no meu Office e mandar ele dar uma corrigida. Confesso que raramente faço isso, mas já apelei para isso sim. É uma saída para quem ainda não confia em si mesmo – como é o meu caso, às vezes…

Mas o fato é que ainda estou buscando um gerenciador de layout de teclado bom para Windows como o Parawin. Bastava apertar uma hotkey, ele mudava para o translit e pronto. Desandava a metralhar textos com uma praticidade incrível. Mas depender dos online não é ruim, também. Mas que é chato, ah, isso é.

email
Related Posts with Thumbnails
http://www.falandorusso.com/wp-content/plugins/sociofluid/images/stumbleupon_48.png http://www.falandorusso.com/wp-content/plugins/sociofluid/images/delicious_48.png http://www.falandorusso.com/wp-content/plugins/sociofluid/images/technorati_48.png http://www.falandorusso.com/wp-content/plugins/sociofluid/images/google_48.png http://www.falandorusso.com/wp-content/plugins/sociofluid/images/myspace_48.png http://www.falandorusso.com/wp-content/plugins/sociofluid/images/facebook_48.png http://www.falandorusso.com/wp-content/plugins/sociofluid/images/yahoobuzz_48.png http://www.falandorusso.com/wp-content/plugins/sociofluid/images/twitter_48.png


Uma resposta para “Russificação para ocidentais”

  1. Bremm disse:

    No Windows, é possível ter suporte completo ao idioma russo. O detalhe é que a maioria dos mortais não sabe… 🙂

    Este é o documento que explica como proceder no Windows Vista:

    http://technet.microsoft.com/en-us/library/cc766278%28WS.10%29.aspx

    Existem MUIs e LIPs para diversas versões de Windows em diversos idiomas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Leia o post anterior:
Vôlei nas praias de Moscou com ajuda dos amigos

Algumas semanas atrás, recebi um pedido de ajuda para uma equipe de jornalismo que estava indo para Moscou e queria...

Fechar