Soyuz volta à Terra: será o fim do turismo espacial?

0
581
views

Já que o tema hoje é espaço, a “Soyuz 13” voltou à Terra com sucesso absoluto hoje, trazendo de volta os cosmonautas Yuri Lonchakov e Mike Fink, além do turista espacial norte-americano Charles Simonyi. O retorno foi exemplar, seguindo os gráficos segundo a segundo, num processo que durou cerca de 3 horas. O aparato pousou no local exato, numa planície do – de onde são partem as missões espaciais russas – às 4h16 (Brasília). Lonchakov e Fincke permaneceram 177 dias na ISS, enquanto o turista ficou a bordo da plataforma orbital dez dias. (Veja como foi a chegada no vídeo abaixo.)

O magnata americano do mercado da informática Simoniy, que desembolsou US$ 35 milhões pela sua segunda viagem ao espaço – a sétima de um turista – pode ter sido o último visitante a pagar para conhecer o espaço. Devido aos procedimentos de ampliação da ISS, isso não sera mais possível. A Rússia recorreu ao turismo espacial no início desta década devido à grave crise de financiamento que afetou seu programa especial após a queda da União Soviética, primeira potência a enviar um homem ao espaço, em 1961.

Mas agora, segundo os acordos internacionais, quando se lançarem os módulos japoneses e europeus, a tripulação (da ISS) deverá ser de seis pessoas, por isso não há lugar para turistas espaciais. A decisão de ampliar o pessoal da estação deve-se aos atrasos na construção da plataforma, projeto iniciado em 2000, com a participação de 16 países. Além disso, também se duplicarão os lançamentos de foguetes Soyuz, de dois para quatro por ano, já que ela será o único veículo de revezamento de tripulações da ISS depois que as naves americanas saírem de serviço, em 2010.

Mas, apesar de descartado, o turismo espacial pode voltar a acontecer a qualquer momento. “Se um multimilionário russo ou estrangeiro tiver um irresistível desejo de viajar pelo universo e morar por uma semana na ISS, pode adquirir uma Soyuz”, assinalou Vitali Davidov, subdiretor da Roscosmos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.