Soyuz volta à Terra: será o fim do turismo espacial?

0
94
views

Já que o tema hoje é espaço, a “Soyuz 13” voltou à Terra com sucesso absoluto hoje, trazendo de volta os cosmonautas Yuri Lonchakov e Mike Fink, além do turista espacial norte-americano Charles Simonyi. O retorno foi exemplar, seguindo os gráficos segundo a segundo, num processo que durou cerca de 3 horas. O aparato pousou no local exato, numa planície do – de onde são partem as missões espaciais russas – às 4h16 (Brasília). Lonchakov e Fincke permaneceram 177 dias na ISS, enquanto o turista ficou a bordo da plataforma orbital dez dias. (Veja como foi a chegada no vídeo abaixo.)

O magnata americano do mercado da informática Simoniy, que desembolsou US$ 35 milhões pela sua segunda viagem ao espaço – a sétima de um turista – pode ter sido o último visitante a pagar para conhecer o espaço. Devido aos procedimentos de ampliação da ISS, isso não sera mais possível. A Rússia recorreu ao turismo espacial no início desta década devido à grave crise de financiamento que afetou seu programa especial após a queda da União Soviética, primeira potência a enviar um homem ao espaço, em 1961.

Mas agora, segundo os acordos internacionais, quando se lançarem os módulos japoneses e europeus, a tripulação (da ISS) deverá ser de seis pessoas, por isso não há lugar para turistas espaciais. A decisão de ampliar o pessoal da estação deve-se aos atrasos na construção da plataforma, projeto iniciado em 2000, com a participação de 16 países. Além disso, também se duplicarão os lançamentos de foguetes Soyuz, de dois para quatro por ano, já que ela será o único veículo de revezamento de tripulações da ISS depois que as naves americanas saírem de serviço, em 2010.

Mas, apesar de descartado, o turismo espacial pode voltar a acontecer a qualquer momento. “Se um multimilionário russo ou estrangeiro tiver um irresistível desejo de viajar pelo universo e morar por uma semana na ISS, pode adquirir uma Soyuz”, assinalou Vitali Davidov, subdiretor da Roscosmos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here