Tchekhov na GloboNews: uma gratíssima surpresa

Ontem, sem querer, esbarrei com o ‘Espaço Aberto Literatura’, da Globonews, com o Edney Silvestre, que falava sobre Tchekhov e uma exposição em sua homenagem que está acontecendo na Funarte SP. Não sou um profundo conhecedor de teatro, mas, lógico, gosto bastante de Tchekhov.

Corro o risco de ser óbvio, mas, particularmente, acho ele o mais universal e atemporal de todos os grandes nomes da literatura russa, embora algumas referências em sua obra sejam estranhas a não-iniciados na cultura russa. Mas qualquer um, em qualquer lugar, em qualquer língua, monta uma peça de Tchekhov, a adapta, brinca com a linguagem e consegue um espetáculo de altíssima qualidade.

Gostei muito da forma didática que a Elena Vassina, professora da USP, conversou com Silvestre. Não precisa ser chato e sisudo pra falar de literatura (embora poucos saibam disso…), e Vassina foi bem espontânea. Mesmo que eu não consiga imaginar uma aula de literatura russa – em russo – com tamanha liberdade que a professora deu. Acho que é um viés pedagógico que só o Brasil e a língua portuguesa permitem! Enfim, não a conheço, mas a julgar pela sua produção, conforme mostra o currículo Lattes, está entre as tops do mundo, e parece ser muito bom tê-la em uma universidade brasileira.

Segue aqui um pouquinho mais sobre a tal exposição. Mais, você pode ler no Portal Funarte.

Entre 17 de setembro e 10 de novembro, a Fundação Nacional de Artes e o Festival Internacional de Teatro Anton Tchekhov, de Moscou, promovem em São Paulo o Espaço Tchekhov 2010. Com uma programação repleta de espetáculos, exposições e palestras, o projeto oferece ao público a oportunidade de assistir a diversas experiências cênicas desenvolvidas com base na vida e na obra do consagrado dramaturgo e escritor Anton P. Tchekhov (1860-1904). O evento, que ajuda a estreitar lanços culturais entre Brasil e Rússia, terá atividades realizadas no Complexo Cultural Funarte São Paulo e no Teatro de Arena Eugênio Kusnet.

E aqui, o programinha da GloboNews, na íntegra, com a professora Vassina. Recomendo muito que você assista!

Ah, e, se vale a sugestão, também recomendo esse artigo da Vassina aqui, que saiu na Revista Cult, no último mês de março.

E pra não dizer que não critiquei nada, pelo amor de БОГ, parem de uma vez por todas de seguir a estúpida cartilha do Estadão e falar Checov. Eles transliteraram de acordo com a ‘tabela internacional da transliteração bundalelê’. É TCHEKHOV, ou TCHERRÓV, viu, Edney?

Em tempo: БОГ = DEUS em russo

email
Related Posts with Thumbnails
http://www.falandorusso.com/wp-content/plugins/sociofluid/images/stumbleupon_48.png http://www.falandorusso.com/wp-content/plugins/sociofluid/images/delicious_48.png http://www.falandorusso.com/wp-content/plugins/sociofluid/images/technorati_48.png http://www.falandorusso.com/wp-content/plugins/sociofluid/images/google_48.png http://www.falandorusso.com/wp-content/plugins/sociofluid/images/myspace_48.png http://www.falandorusso.com/wp-content/plugins/sociofluid/images/facebook_48.png http://www.falandorusso.com/wp-content/plugins/sociofluid/images/yahoobuzz_48.png http://www.falandorusso.com/wp-content/plugins/sociofluid/images/twitter_48.png


7 respostas para “Tchekhov na GloboNews: uma gratíssima surpresa”

  1. Ana Tereza disse:

    Amei a entrevista!!! Desde a época de estudante de teatro, sempre fui fã de Tchekhov, até fui à cidade que leva esse nome na Rússia!!! Valeu pela dica, Fabrício!

    • fabyuri disse:

      Pô, legal que cê gostou Ana! Depois vc tem que dar umas aulas de Tchekhov. É só me avisar onde que eu vou! Aliás, vamos marcar um guaraná aqui né?
      Bjs e valeu pela presença no blog!

  2. Bremm disse:

    Assistindo a entrevista, a profª Elena pronuncia claramente “Tchérraf” (aliás, foi assim que eu aprendi como se lê «Чехов»).

    Aliás, a quem interessar, algumas coisas sobre ele estão no Scribd:

    http://www.scribd.com/people/view/14054552

  3. fabyuri disse:

    É, a Vassina fala correto. Mas ela tem sotaque, a ‘akanye’ – falar o ‘o’ átono como ‘a’. Tem vários assim.
    Mas o Edney na besteira do ‘Checov’…
    Abraço e bem-vindo de volta!

  4. […] Com o projeto gráfico e ilustrações de Hélio de Almeida, o selo Amarilys, da editora Manole lança dois livros, O duelo, de Anton Tchékhov, e A morte de Iván Ilitch e outras histórias, de Lev Tolstói, dando início à sua coleção de clássicos russos. Ambos são traduções diretas da língua russa e contam com prefácio da pesquisadora da USP e especialista em literatura russa Elena Vássina. […]

  5. […] dia 14. E, para mediar esse bate-papo, ninguém melhor que a professora de Literatura Russa da USP, Elena Vássina (aliás, a quem tive o prazer de conhecer algumas semanas […]

  6. If youre still on the fence: grab your favorite earphones, head down to a Best Buy and ask to plug them into a Zune then an iPod and see which one sounds better to you, and which interface makes you smile more. Then youll know which is right for you.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Leia o post anterior:
O golpe da loira na Rússia continua fazendo vítimas: pessoal, atenção!

O post mais visto - e comentado - do Falando Russo é sobre o famoso 'golpe da loira russa', que...

Fechar