Top 5 de países mais influenciados pela Rússia traz surpresas

2
38
views

O ‘Real Clear World’, site que faz umas análises políticas bem legais e sem blá-blá-blá, deu uma debruçada rápida sobre os dados duma pesquisa bem interessante do Instituto Gallup: quais é o top 5 de países mais próximos da Rússia. E olha, eu teria acertado dois. Mas os outros, levaria uma surra.

Com 75% de aprovação da população armênia aprovando a relação com os vizinhos, o país é um dos mais importantes na órbita do Kremlin. A Rússia mantém uma enorme base militar na cidadezinha de Gyumri. Além do apoio econômico poderoso, a Armênia tem nos russos um fortíssimo aliado contra seus vizinhos para lá de hostis: a Turquia, contra quem nutre mágoa histórica devido ao genocídio e a anexação de território no início do século XX, e o Azerbaijão, com quem também mantém uma delicada relação, tendo em vista o conflito territorial pelo controle de Nagorno-Karabakh.

Outro aliado fortíssimo da Rússia é o Uzbequistão. Numa relação apoiada por 81% de seu povo, o país mais populoso da Ásia Central é riquíssimo em gás e tem um potencial agrícola invejável. Entretanto, o país vive uma delicada situação: construir uma identidade forte, com sua cultura e identidade próprias, ou viver ainda ‘sovietizado’. Entre medidas como abolir a língua russa e fazer jogo duro com os negócios de russos, os uzbeques vão se mantendo como uma das maiores luas da órbita de Putin e Medvedev.

Logo em seguida, uma surpresa – pelo menos para mim: Mali. Pois é, isso mesmo, Mali, lá no meio da África, é um estratégico quintal para os negócios menos populares da Rússia. Entra ditador, sai ditador, ninguém pensa em mexer nas relações com o Kremlin, que tem endosso de 84% da população. Vai entender…

Também com o mesmo porcentual de aprovação, o próximo no top de influência russa é o instável Quirguistão, onde uma montanha chegou a receber o nome do premiê-czar Vladimir Putin. Para se ter uma ideia, o país teve um golpe em 2010. E um dos motivos para derrubar o ditador foi a acusação de que ele seria ‘antirrusso’.

Mas o top-top da esfera de influência da Rússia eu teria acertado: é o nosso popular Tadjiquistão. No caso, 94% da população aprovam a relação entre os dois países. E seguramente os mesmos 94% sonham em ir para alguma grande cidade do país vizinho. Os tadjiques foram catapultados, em menos de 5 anos, ao top 3 de ‘mão-de-obra’ barata mais buscada pelos russos. ‘Tadjique’ é até uma espécie de gíria para denominar alguém que topa tudo. Quer fazer uma obra? Chama um tadjique. Quer um motorista? Um encanador? Um lixeiro, um porteiro? Arruma um tadjique.

O fato é que os caras são MUITO gente boa, mas são muito discriminados. Muito em parte da fama – que é real, aliás – que o Tadjiquistão carrega: a de ser um país com terroristas e rebeldes islãmicos e com uma produção de heroína monstruosa, que só perde para o Afeganistão. Mas, na realidade, toda essa massa que migrou para a Rússia ajuda a mover duas economias: a de seu próprio país, já que quase 80% do PIB do país é oriundo da remessas de dinheiro que os tadjiques fazem da Rússia para seus parentes, e a da própria Rússia, já que mão-de-obra no país é escassa.

Eu fiquei muito surpreso com Mali e Quirguistão. Armênia e Tadjiquistão eram óbvios. Uzbequistão, eu até teria apostado, mas sem convicção. Mas eu teria, sem dúvida, casado alguns rublos na Bielorrússia e na Moldávia. Pelo visto, teria perdido.

Para dar uma espiada na matéria do RealClearWorld, onde também tem um link para a pesquisa do Instituto Gallup, é só clicar aqui.

2 COMENTÁRIOS

  1. Cara, sem pensar muito, fui de Moldávia (na verdade, mais especificamente aquele território chamado de Transnístria). No Uzbequistão e na Armênia pensei, mas balançando. Os outros dois foram chutes na direção da Lua: Estônia e Ucrânia, mas mais por conhecer gente de lá que simpatiza com a Rússia do que por razões geopolíticas.

    Enfim, sou um alienado mesmo. 😛

    • putz, estônia e ucrânia comem russo com batata, rapaz! a ucrânia morde dum lado e assopra do outro, mas são doidos pra entrar na UE, né…heheheh
      como dizem, ‘samos dois’ alienados… 😮

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here